Não é de se surpreender que o ecossistema corporativo entenda com bons olhos a adoção de uma metodologia de lifelong learning nas organizações.

Afinal, o setor requer desenvolvimento contínuo e se isso já for uma mentalidade incorporada a quem faz parte do segmento, o processo será mais sustentável, com menos impasses e resistência para a sua prática.

Como você já sabe, o lifelong learning nada mais é do que o conceito de aprendizado para toda a vida. A compreensão de que o conhecimento não é um fim em si próprio e está sempre disponível para ser absorvido, transformado e integrado nas práticas cotidianas é o que está por trás do termo, traduzido livremente para “aprendizado ao longo da vida”.

Prova de que a metodologia ganha cada vez mais adeptos está no crescimento das Universidades Corporativas e nos inúmeros benefícios para as empresas. Os pilares que sustentam a metodologia do lifelong learning ligam-se aos principais valores do meio empresarial – evolução, inovação, flexibilidade, resiliência, curiosidade e afins.

Por isso, adotar esse conceito entre gestores e colaboradores de um negócio pode garantir inúmeros benefícios.

Lifelong Learning nas organizações

Benefícios do lifelong learning nas organizações

1) Produtividade

A partir do momento que o time de funcionários está apto a buscar aprendizado, conhecimento e informação os processos serão desempenhados em constante evolução, sempre com melhorias e, consequentemente, em maior produtividade.

Além disso, os lifelong learners estarão prontos para enfrentarem situações adversas com mais facilidade e isso irá garantir engajamento da equipe, mais tempo para outras funções e tangibilização de resultados.

2) Proatividade

O próprio conceito de lifelong learning incorpora a “proatividade” como requisito básico para a sua boa implementação. O aprendizado contínuo passa a ser uma demanda individual e, também, bastante prazerosa.

Exercitando essas bases em sua vida para além da empresa, os colaboradores também desenvolvem a produtividade dentro das organizações.

3) Cultura empresarial

O lifelong learning impacta positivamente a cultura organizacional das empresas, pois transforma as formas de atuar no mercado e internamente. Ter uma cultura voltada para o aprendizado permite que haja mais troca entre os colaboradores, mais inovação, ambiente mais saudável e uma construção conjunta de soluções e melhorias. A partir disso a motivação é uma consequência quase certa.

4) Experiência

Não é de hoje que se fala em uma sociedade que prioriza experiências a status ou salários quando o assunto é profissão.

As novas gerações preconizam, cada vez mais, vagas que se alinhem aos seus propósitos de vida, às suas projeções de transformações sociais e aquelas que possibilitem experiências de mercado.

Com a adoção do lifelong learning os colaboradores ficam mais engajados e satisfeitos em trabalhar na organização por entenderem que o conhecimento e o aprendizado são preocupações da empresa, ou, uma oportunidade de se aprimorarem. O trabalho também fica mais dinâmico e dá margem para que os funcionários sejam mais ousados, sem desconsiderar os riscos reais.
___________________________________________________

Fomentar o aprendizado contínuo é uma prática que beneficia colaboradores, a empresa, os processos e, claro, os resultados de um negócios.

Por isso, ferramentas que elevem esse cenário, tal qual o conceito de lifelong learning nas organizações, são entendidos como os novos paradigmas da educação.

Quer ficar por dentro de outros conteúdos sobre o tema? Acesse nosso blog.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.